Nova Função de Pesquisa

Confira agora
O papel de pesquisa para a universidade ainda é necessário. Nossa busca por
conhecimento não diminuirá e presume-se que as universidades tenham um
repositório introduzido nas mentes inteligentes. Eles devem, no entanto, lutar
para manter esse papel. Existem institutos de pesquisa especializados, na
Europa muitas empresas estão criando seus próprios departamentos de
pesquisa, pois afirmam que isso é mais fácil de controlar e organizar.
Existem muitos problemas ambientais que precisam de mais pesquisas, mas é
preciso se prevenir contra a pesquisa motivada pela curiosidade, em direção à
pesquisa com impacto imediato no mundo real. Ambas as pesquisas são
necessárias. Há um lado negativo em separar pesquisa e ensino, mas as
mudanças que estão ocorrendo no mundo estão forçando essa questão. Três
exemplos dos perigos enfrentados pela pesquisa universitária independente são
que os governos podem lançar um “programa de excelência” que obriga os
centros de investigação da academia a disponibilizar todo o seu orçamento
através da apresentação de propostas, que devem estar relacionadas com uma
das quatro grandes áreas temáticas: sociedade segura e ambiente; indústria e
digitalização; saúde; e cultura e família. Essas áreas já foram definidas pelo
governo e são fixas.
As universidades públicas e os centros de pesquisa estatais também poderão
apresentar propostas de bolsas apenas nessas áreas. O documento acrescenta
que as propostas serão “avaliadas, mas os princípios de avaliação não são
claros, permitindo decisões arbitrárias e politicamente motivadas” e a medida
levará à ̈perda completa da independência acadêmica ̈.

Leave a Reply

Your email address will not be published.